sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Competências Comportamentais

Estamos vivendo a era do conhecimento onde o potencial humano é o diferencial das organizações.

Desta forma as competências comportamentais tomam um espaço muito importante neste contexto.

Para ajudar na identificação de competências comportamentais, seguem abaixo, algumas descrições de uma estrutura básica de comportamento:

Conhecimento é o resultado do aprendizado contínuo.

Habilidade é o resultado da aplicação do conhecimento.

Julgamento é a capacidade de analisar, ponderar e definir prioridades.

Atitude é o fazer acontecer.

Além dessas características que são consideradas básicas, existem aquelas que podemos considerar avançadas, tais como:

Flexibilidade: mudança do comportamento ou da abordagem de acordo com as necessidades das situações.

Liderança: motivar utilizando o potencial dos colaboradores, desenvolvendo suas competências de maneira contínua visando o alcance de resultados individuais e da organização sob a definição de objetivos tangíveis.

Comunicação: transmissão clara, precisa e objetiva de idéias, garantindo que o receptor as compreenda, sendo também aberto e sensível a opinião dos outros.

Iniciativa: manifestação de ações pró-ativas não se limitando a pensar em ações futuras, com autonomia e respostas rápidas ou em tempo útil para atender as necessidades.

Autoconfiança: manifestação de um comportamento que evidencia uma relação positiva consigo mesmo, que é realista com relação aos seus pontos fortes e fracos e que se considera responsável pelas coisas que lhe acontecem.

Poderia relacionar mais características consideradas avançadas, mas estaria tornando esse texto muito longo, e o objetivo aqui não é cansar, mas sim manter a atenção até o fim de cada mensagem e obter um melhor resultado.

Para finalizar deixo questionamentos para ajudar no autoconhecimento.

Quanto dessas características consegue identificar em si mesmo e em que proporção, ou seja, quantas são pontos fortes e quantas são pontos fracos?

As respostas são um bom começo para auto-análise, mas além de identificar é preciso saber lidar com elas, e nem sempre é uma conquista solitária, pode ser que a ajuda de um profissional especializado pode ser o que precisa.

Quer saber sobre ajuda profissional? Escreva para o meu e-mail com seus dados de contato ou fale comigo por Atendimento Online pelo skype no endereço Élida.Spinelli e-mail: rh@ndsconsultoria.com.br ou pelo MSN no endereço elida@nwork.com.br.